Comida japonesa engorda

Comida japonesa engorda?

Você já se perguntou se perguntou se comida japonesa engorda ? Hoje vamos falar sobre isso e esclarecer as suas dúvidas.

A culinária japonesa faz grande sucesso no Brasil, porém, nem todo mundo conhece esses pratos além dos mitos e crenças que os cercam.

Comida japonesa engorda

Com sabores e texturas diferenciadas, a comida japonesa, está presente na mesa de muitas pessoas que acreditam que esses alimentos não interferem no ganho de peso.

Contudo, será que isso é verdade?

Comida japonesa engorda ou não?

No Brasil, a comida japonesa é bastante popular e está cercada por uma série de mitos e crenças.

Opções como sushis, sashimis e temakis têm sabores únicos que encantam variados paladares.

Veja também: Polenta engorda?

E aparentemente são pratos bastante leves e saudáveis de maneira que não interferem no ganho de peso.

Com esse pensamento muitas pessoas fazem uma verdadeira imersão na mesa dessas delícias orientais.

Contudo, será que esses pratos são realmente só benéficos para o organismo? Será que engordam?

Para responder a essa segunda questão é importante entender como é o processo de ganho de gordura corporal.

Conheça o processo de ganho de gordura corporal

O processo de ganho de gordura corporal é bem simples de entender, basta o excesso calórico para que ele ocorra.

Em outras palavras, quando uma pessoa consome mais calorias do que gasta acumula gordura corporal.

Veja também: Sopa de ervilha engorda?

Dessa forma fica evidente que qualquer alimento, independente de ser saudável ou não, tem potencial para engordar.

Logo, se uma pessoa consome de forma desregulada um determinado alimento pode sim engordar.

O ideal é apostar em comidas menos calóricas para evitar que haja esse acúmulo de gordura.

Em resumo, a comida japonesa engorda se for consumida excessivamente, especialmente se a pessoa der preferência para frituras e molhos com elevado teor de gordura.

Então vale a pena evitar exageros.

Dicas práticas

Você ama comida japonesa e tem dificuldade para controlar a quantidade que consome?

Então fica a dica para quando estiver num restaurante observar atentamente o que irá consumir.

Prefira opções como teppans, por exemplo. Carne ou peixe também são ótimas alternativas já que são alimentos proteicos que vem acompanhados de arroz. Quando tem carboidrato o prato fica completo.

Preste atenção também aos acompanhamentos e outros detalhes particulares da culinária japonesa.

O consumo exagerado de shoyu e refrigerante, por exemplo, pode elevar consideravelmente os índices de sódio da sua refeição. Isso vale inclusive para refrigerantes zero açúcar.

Excesso de sódio nas refeições pode gerar desequilíbrios, inchaço e consequentemente levar ao aumento de peso.

Prefira os vegetais e legumes

Os vegetais e os legumes podem ficar em segundo plano em restaurantes de rodízio japonês.

O ideal é ir com foco em consumir esses alimentos principalmente, pois eles são ricos em vitaminas e minerais.

Ao adicionar mais desses alimentos em seu prato você ficará com maior sensação de saciedade sem fazer uma alta ingestão de calorias.

A culinária japonesa tem como base o arroz e peixes. Dessa forma a quantidade de vegetais, em especial em rodízios, é menos do que se considera como saudável.

Observe que aumentar a presença de vegetais e legumes em seu prato ajuda a tornar a sua refeição mais completa.

Não se esqueça de que os vegetais são também uma importante fonte de fibras, minerais e vitaminas.

Dessa forma ao consumi-los prioritariamente você está reforçando a qualidade da sua refeição.

O segredo é sempre prestar atenção a presença de opções mais saudáveis em seu prato.

Essas opções são maioria? Se não forem é importante priorizá-los.

Então já sabe, você pode sim comer pratos da culinária japonesa sem culpa.

Basta se lembrar de manter o equilíbrio entre molhos e alimentos gordurosos e as opções mais saudáveis como vegetais e legumes.

Veja também: Pipoca engorda?

Gostou de saber se a comida japonesa engorda e como mantê-la como parte da sua vida sem engordar?

5/5 - (2 votes)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *